African Journal of
Agricultural Research

  • Abbreviation: Afr. J. Agric. Res.
  • Language: English
  • ISSN: 1991-637X
  • DOI: 10.5897/AJAR
  • Start Year: 2006
  • Published Articles: 6863

Full Length Research Paper

Morphology and biomass yield of forage cactus under mineral fertilization in organic soil

Patricia Ferreira da Silva
  • Patricia Ferreira da Silva
  • Irrigation and Drainage Laboratory, Academic Unit of Agricultural Engineering, Federal University of Campina Grande, CEP 58429-140, Campina Grande, PB, Brazil.
  • Google Scholar
Rigoberto Moreira de Matos
  • Rigoberto Moreira de Matos
  • Irrigation and Drainage Laboratory, Academic Unit of Agricultural Engineering, Federal University of Campina Grande, CEP 58429-140, Campina Grande, PB, Brazil.
  • Google Scholar
Vitoria Ediclecia Borges
  • Vitoria Ediclecia Borges
  • Irrigation and Drainage Laboratory, Academic Unit of Agricultural Engineering, Federal University of Campina Grande, CEP 58429-140, Campina Grande, PB, Brazil.
  • Google Scholar
Jose Dantas Neto
  • Jose Dantas Neto
  • Irrigation and Drainage Laboratory, Academic Unit of Agricultural Engineering, Federal University of Campina Grande, CEP 58429-140, Campina Grande, PB, Brazil.
  • Google Scholar
Maria Sallydelandia Sobral de Farias
  • Maria Sallydelandia Sobral de Farias
  • Irrigation and Drainage Laboratory, Academic Unit of Agricultural Engineering, Federal University of Campina Grande, CEP 58429-140, Campina Grande, PB, Brazil.
  • Google Scholar


  •  Received: 12 July 2016
  •  Accepted: 22 August 2016
  •  Published: 15 September 2016

References

Almeida J, Peixoto CP, Ledo CAS (2012). Desempenho vegetativo da palma forrageira. Rev. Encicl. Biosfera. 8(15):571-581.

 

Alves RN, Farias I, Menezes RSC, Lira MA, Santos DC (2007). Produção de forragem pela palma após 19 anos sob diferentes intensidades de corte e espaçamentos. Rev. Caatinga. 20(4):38-44.

 
 

Alves WWA, Azevedo CAV, Dantas NJ, Sousa JT, Lima VLA (2009). Águas residuárias e nitrogênio: efeito na cultura do algodão marrom. Rev. Verde de Agroec. e Desenv. Sustentável. 4(1):16-23.

 
 

Amorim PL (2011). Caracterização morfológica e produtiva em variedades de palma forrageira. 54p. (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal de Alagoas, Maceió.

 
 

Amorim PL, Martuscello JÁ, Araújo FJT, Cunha DNFV, Jank L (2015). Morphological and productive characterization of cactus forage varietes. Rev. Caatinga. 28(3):1-8.
Crossref

 
 

Araújo AP, Machado CT. Fósforo. In: Fernandes MS (Ed.) (2006). Nutrição mineral de plantas. Viçosa, MG: Soc. Bras. de Ciênc. do Solo. 432p.

 
 

Cabral JJB, Almeida HA, Silva CMS (2013). Análise comparativa da temperatura média do ar em Campina Grande, PB, obtida pelo método dos extremos e pelo método padrão. Rev. Bras. de Geog. Física. 6(4):888-902.

 
 

Coelho MA, Soncin NB (1982). Geografia do Brasil. São Paulo: Moderna. 368p.

 
 

Consoli S, Inglese G, Inglese P (2013). Determination of evapotranspiration and annual biomass productivity of a cactus pear (Opuntia ficusindica L. (Mill.) orchard in a Semi-arid Environment. J. of Irrigation Drainage Eng. 139(5):680-690.
Crossref

 
 

Cunha DNFV, Gomes ES, Martuscello JA, Amorim PL, Silva CR, Ferreira PS (2012). Morfometria e acúmulo de biomassa em palma forrageira sob doses de nitrogênio. Rev. Bras. de Saúde Prod. Animal.13(4):1156-1165.

 
 

Donato PER, Pires AJV, Donato SLR, Bonomo P, Silva JA, Aquino A A(2014). Morfometria e rendimento da palma forrageira 'Gigante' sob diferentes espaçamentos e doses de adubação orgânica. Rev. Bras. de Ciências Agrárias. 9(1):151-158.
Crossref

 
 

Dubeux Júnior JCB, Araújo Filho JT, Santos MVF, Lira MA, Santos DC, Pessoa RAS (2010). Adubação mineral no crescimento e composição mineral da palma forrageira – Clone IPA-20. Rev. Bras. de Ciênc. Agrárias. 5(1):129-135.

 
 

EMBRAPA - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (2002). Sistemas de Produção, Disponível em: 

 
 

EMBRAPA - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (2013). Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema brasileiro de classificação de solos. 3. ed. Rio de Janeiro, Embrapa Solos. 353p.

 
 

Ferreira DF (2008). SISVAR: um programa para análises e ensino de estatística. Rev. Symposium. 6:36-41.

 
 

Guedes FDH, Fernandes NS, Santos JJA, Suassuna JF, Baracuhy JGV (2012). Uso e ocupação nas margens do Açude Bodocongó/PB. Rev. Educ. Agríc. Superior. 27(1):70-75.

 
 

Leal BV, Pereira A, Soares PS, Mello MLVL, Nunes HP, Torres AS, Gonçalves ES (2008). Morfometria de cladódios de palma forrageira no cariri, paraibano. ZOOTEC João Pessoa - PB.

 
 

Lopes EB, Santos DCE, Vasconcelos MF (2007).Cultivo da palma forrageira In: Lopes, E. B. (Ed.). Palma forrageira: cultivo, uso atual e perspectivas de utilização no semiárido nordestino. Paraíba: EMEPA/FAEPA: pp. 11-33.

 
 

Macedo MJH, Guedes RVS, Sousa FAZ (2011). Monitoramento e intensidade das secas e chuvas na cidade de Campina Grande/PB. Rev. Bras. de Climatologia. 8(7):105-117.

 
 

Menezes RSC, Simões DA, Sampaio EVSB (2005). A palma do Nordeste do Brasil: conhecimento atual e novas perspectivas de uso. Recife: Editora Universitária da UFPE. 258p.

 
 

Morais DAEF, Vasconcelos AM (2007). Alternativas para incrementar a oferta de nutrientes no semiárido brasileiro. Rev. Verde de Agroec. e Desenv. Sustentável 2(1):01-24.

 
 

Nascimento JP, Souto JS, Santos ES, Damasceno MM, Ramos JPF, Sales AT, Leite MLMV (2011). Caracterização morfométrica de Opuntia fícus indica sob diferentes arranjos populacionais e fertilização fosfatada. Tecn. Ciênc. Agropecu. 5(3):21-26.

 
 

Novais RF, Neves JCL, Barros NF (1991). Ensaio em ambiente controlado. In: Oliveira, AJ, Garrido WE, Araújo JD, Lourenço S (Eds.). Métodos de Pesquisa em Fertilidade do Solo. Brasília: EMBRAPA-SEA, Brasília. pp. 189-255.

 
 

Oliveira FT, Souto JS, Silva RP, Andrade FFC, Pereira Júnior EB (2010). Palma forrageira: Adaptação e importância para os ecossistemas áridos e semiáridos. Rev. Verde de Agroec. e Desenv. Sustentável. 5(4):27-37.

 
 

Oliveira JS, Barreiro NM, Ramos JPF, Leite MLMV, Brito EA, Nascimento JP (2009). Crescimento vegetativo da palma forrageira (Opuntia fícus-indica) em função do espaçamento no Semiárido paraibano. Tecn. Ciênc. Agropecu. 3(2):7-12.

 
 

Ramos JPR, Leite MLMV, Oliveira JS, Nascimento JP, Santos EM (2011). Crescimento vegetativo de opuntia ficus-indica em diferentes espaçamentos de plantio. Rev. Caatinga. 24(3):41-48.

 
 

Silva JA, Bonomo P, Donato SLR, Pires AJV, Rosa RCC, Donato PER (2012). Composição mineral em cladódios de palma forrageira sob diferentes espaçamentos e adubações química. Rev. Bras. de Ciênc. Agrárias. 7(suplemento):866-875.

 
 

Silva NGM, Lira MA, Santos MVF, Dubeux Jr JCB, Mello ACL, Silva MC (2010). Relação entre características morfológicas e produtivas de clones de palma forrageira. Braz. J. Anim. Sci. 39(3):2389-2397.
Crossref

 
 

Silva PF, Matos RM, Borges VE, Dantas JGJ, Dantas NJ (2015b). Crescimento e produção de palma forrageira sob fertilização mineral. J. Agron. Sci. 4(2):96-115.

 
 

Silva PF, Matos RM, Borges VE, Melo JAP, Dantas NJ (2015a). Características morfológicas de três cultivares de palma forrageira sob fertilização mineral em campina grande – PB. Rev. Encicl. Biosfera. 11(21):385-397.

 
 

Silva RR, Sampaio EVSB(2015). Palmas forrageiras Opuntia fícus-indica e Nopalea cochenillifera: sistemas de produção e usos Opuntia fícus-indica and Nopalea cochenillifera. Rev. Geama. 2(1):131-141.

 
 

Silva TGF, Araújo PJT, Silva SMS, Moura MSB, Santos DC, Silva MC, Araújo JEM (2014). Indicadores de eficiência do uso da água e de nutrientes de clones de palma forrageira em condições de sequeiro no Semiárido brasileiro. Rev. Bragantia. 73(2):184-191.
Crossref