African Journal of
Biotechnology

  • Abbreviation: Afr. J. Biotechnol.
  • Language: English
  • ISSN: 1684-5315
  • DOI: 10.5897/AJB
  • Start Year: 2002
  • Published Articles: 12268

Full Length Research Paper

Functional properties of milk drinks flavored with mangaba pulp and enriched with passion fruit bark flour

Lígia Campos de Moura
  • Lígia Campos de Moura
  • Instituto Federal Goiano Campus Rio Verde – Brazil.
  • Google Scholar
Marco Antônio Pereira da Silva
  • Marco Antônio Pereira da Silva
  • Instituto Federal Goiano Campus Rio Verde – Brazil.
  • Google Scholar
Geovana Rocha Plácido
  • Geovana Rocha Plácido
  • Instituto Federal Goiano Campus Rio Verde – Brazil.
  • Google Scholar
Márcio Caliari
  • Márcio Caliari
  • Universidade Federal de Goias – Brazil.
  • Google Scholar
Diene Gonçalves Souza
  • Diene Gonçalves Souza
  • Instituto Federal Goiano Campus Rio Verde – Brazil.
  • Google Scholar
Jéssica Leal Freitas e Souza
  • Jéssica Leal Freitas e Souza
  • Instituto Federal Goiano Campus Rio Verde – Brazil.
  • Google Scholar
Juliana Aparecida Célia
  • Juliana Aparecida Célia
  • Instituto Federal Goiano Campus Rio Verde – Brazil.
  • Google Scholar
Kênia Borges de Oliveira
  • Kênia Borges de Oliveira
  • Instituto Federal Goiano Campus Rio Verde – Brazil.
  • Google Scholar
Karen Martins Leão
  • Karen Martins Leão
  • Instituto Federal Goiano Campus Rio Verde – Brazil.
  • Google Scholar
Luiz Eduardo Costa do Nascimento
  • Luiz Eduardo Costa do Nascimento
  • Instituto Federal Goiano Campus Rio Verde – Brazil.
  • Google Scholar


  •  Received: 28 April 2016
  •  Accepted: 25 July 2016
  •  Published: 24 August 2016

References

Acero-Lopez A, Alexander M, Corredig M (2010). Diffusing wave spectroscopy and rheological studies of rennet-induced gelation of skim milk in the presence of pectin and kappa-carrageenan. Int. Dairy J. 20(5):328-335.
Crossref

 

Ali SS, Kasoju N, Luthra A, Singh A, Sharanabasava H, Sahu A, Bora U (2008) Indian medicinal herbs as sources of antioxidants. Food Res. Int. 41:1-15.
Crossref

 
 

AOAC (1995). Association of Official Agricultural Chemists. 16 ed. Washington, DC. 2:1094.

 
 

Bastiani MID (2009). Iogurte adicionado de concentrado proteico de soro de leite e farinha de linhaça: desenvolvimento, qualidade nutricional e sensorial. [tese de doutorado]. Viçosa (MG): Universidade Federal de Viçosa.

 
 

Brasil (2003). ministério da agricultura pecuária e abastecimento. Instrução Normativa Nº. 62, DE 26 DE AGOSTO DE 2003. Oficializa os Métodos Analíticos Oficiais para Análises Microbiológicas para Controle de Produtos de Origem Animal e Água. Publicado no Diário Oficial da União de 18 set. 2003.

 
 

Brasil (2005). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Gabinete do Ministro. Instrução Normativa nº16, de 23 de agosto de 2005. Aprova o Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Bebida Láctea. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 24 ago. 2005, seção 1: 7.

 
 

Brasil (2006). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Defesa Agropecuária. Instrução Normativa n° 68, de 12 de dezembro de 2006. Oficializa os Métodos Analíticos Oficiais Físico-Químicos, para Controle de Leite e Produtos Lácteos. Diário Oficial da União, Brasília, DF. Seção 1: 8.

 
 

Brasil (2007) Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Leites Fermentados. Instrução Normativa nº 46 de 23 de outubro de 2007.

 
 

Brasil (2011). Instrução Normativa n. 62, de 29 de dezembro de 2011. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, seção I: 8.

 
 

Cordova KRV, Gama TMMTB, Winter CMG, Neto GK, Freitas RJS (2005). Características Físico-Químicas da Casca do Maracujá Amarelo (Passiflra edulis Flavicarpa Degener) Obtida por Secagem. Boletim do Centro de Pesquisa de Processamento de Alimentos 23(2):221-230.
Crossref

 
 

Corredig M, Sharafbafi N, Kristo E (2011). Polysaccharideprotein interactions in dairy matrices, control and design of structures. Food Hydrocoll. 25(8):1833-1841.
Crossref

 
 

Cunha TM, Castro FP, Barreto PLM, Benedet HD, Prudêncio ES (2008). Avaliação físico-química, microbiológica e reológica de bebida láctea e leite fermentado adicionados de probióticos. Ciências Agrárias 29(1):103-116.
Crossref

 
 

Farias FC, Lima LDS (2006). Elaboração de bebida pasteurizada a partir do soro do leite bovino com características funcionais e sabor fruta regional. Universidade do Estado do Pará, Paragominas, P.58.

 
 

Ferreira DF (2010). SisVar-programa estatístico. Versão 4(2):109-141.

 
 

Forsythe SJ (2002). Microbiologia da segurança alimentar. Porto Alegre: Ed. Artmed, P 423.

 
 

Garcia RV, Travassos AER (2012). Leite fermentado caprino sabor umbu: elaboração e aceitabilidade. Rev. Inst. Adolfo Lutz. 71(1):134-139.

 
 

IUPAC (1979). International Union of Pure and Applied Chemistry; Standard methods for the analysis of oils, fats and derivatives, 6th ed., Pergamon Press: Oxford.

 
 

Kempka AP, Krüger RL, Valduga E, Di Luccio M, Treichel H, Cansian R, Oliveira D, Valduga E (2008). Formulação de bebida láctea fermentada sabor pêssego utilizando substratos alternativos e cultura probiótica. Ciênc. Tecnol. Aliment. 28:170-177.
Crossref

 
 

Kruger RL, kempka AP, Oliveira D, Valduga E, Cansian RL, Treichel H, Di Luccio M (2008). Desenvolvimento de um bebida láctea probiótica utilizando como substratos soro de leite e extrato hidrossolúvel de soja. Aliment. Nutr. 19:43-53.

 
 

Kubo MTK, Maus D, Xavier AAO, Mercadante AZ, Viotto WH (2013). Transference of lutein during cheese making, color stability, and sensory acceptance of prato cheese. Ciênc. Tecnol. Aliment. 33(1):81-88.

 
 

Matta CMB, Jurkiewicz CH, Kunigk L, Roson BM (2012). Influência de prebióticos e de farinha integral de aveia na sobrevivência de bactérias probióticas em bebida simbiótica à base de arroz. Alim. Nutr. 23:55-63.

 
 

Nogueira ALC (2004). Avaliação sensorial de água de coco (Cocos nucifera L) in natura e processada. Rev. Biol. Ciênc.Terra 4(2):1-5.

 
 

Oliveira VM (2006). Formulação de bebida láctea fermentada com diferentes concentrações de soro de queijo, enriquecida com ferro: caracterização físico-química, análises bacteriológicas e sensoriais. 2006. 78f. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) – Curso de Pós-graduação em Medicina Veterinária, Universidade Federal Fluminense, RJ.

 
 

Raimondo RFS, Brandespim FB, Prina APM, Birgel Júnior EH (2009). Avaliação do pH e da eletrocondutividade do leite e bovinos da raça Jersey durante o primeiro mês de lactação. Semina: Ciências Agrárias 30(2):447-456.
Crossref

 
 

Rocha C, Cobucci RMA, Maitan VR, Silva OC (2008). Elaboração e avaliação de iogurte sabor frutos do cerrado. B.CEPPA 26:2.
Crossref

 
 

Rocha MS, Figueiredo RW, Araújo MAM, Moreira-Araújo RSR (2013). Caracterização físico-química e atividade antioxidante (in vitro) de frutos do cerrado Piauiense. Rev. Bras. Frutic. 35(4):933-941.
Crossref

 
 

Rufino MSM, Alves RE, Brito ES, Morais SM, Sampaio CG, Pérez-Jiménez J, Saura-Calixto F (2007). Comunicado técnico – metodologia científica: determinação da atividade antioxidante total em frutas pela captura do radical livre DPPH. Fortaleza: Embrapa, P. 4.

 
 

Santos MVA (2011). melhoria da qualidade do leite e a IN 51. Inforleite, São Paulo-SP.

 
 

Silva N, Junqueira VCA, Silveira NFA (1997). Manual de métodos de análise microbiológica de alimentos. São Paulo: Livraria Varela.

 
 

Sousa CMM, Silva HR, Vieira-JR GM, Ayres MCC, Costa CLS, Araújo DS, Cavalcante LCD, Barros EDS, Araújo PBM, Brandão MS, Chaves MH (2007). Fenóis totais e atividade antioxidante de cinco plantas medicinais. Quím. Nova 30(2):351-355.
Crossref

 
 

Souza MWS, Ferreira TBO, Vieira IFR (2008). Composição centesimal e propriedades funcionais tecnológicas da farinha da casca do maracujá. Alim. Nutr.19(1):33-36.

 
 

Souza VR, Pereira PAP, Queiroz SVB, Carneiro JDS (2012). Determination of bioactive compounds, antioxidant activity and chemical composition of Cerrado Brazilian Fruits. Food Chem. 134(1):381-386.
Crossref

 
 

Tebaldi VMR (2005). Elaboração de bebida láctica de soro de ricota e estrato solúvel de soja. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Agrícola). Universidade Federal de Lavras.

 
 

Teixeira VL, Fonseca LM (2008). Perfil físico-químico do soro de queijos mozarela e minas padrão produzidos em várias regiões do estado de Minas Gerais. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. 60:243-250.
Crossref

 
 

Vieira-Neto RD (1994). Cultura da mangabeira. Circular Técnica, v.2. Aracaju: EMBRAPACPATC, 16 p.

 
 

Zulueta A, Esteve MJ, Frasquet I, Frígola A (2007). Vitamin C, vitamin A, phenolic compounds and total antioxidant capacity of new fruit juice and skim milk mixture beverages marketed in Spain. Food Chem. 103(4):1365-1374.
Crossref