African Journal of
Agricultural Research

  • Abbreviation: Afr. J. Agric. Res.
  • Language: English
  • ISSN: 1991-637X
  • DOI: 10.5897/AJAR
  • Start Year: 2006
  • Published Articles: 6693

Full Length Research Paper

Public policy on the family farming sector in Brazil: Towards a model of sustainable agriculture

Flaviana Cavalcanti da Silva
  • Flaviana Cavalcanti da Silva
  • Department of Agronomy, Faculty of, Agrarian Science, Federal University of Mato Grosso – UFMT, Av. Alexandre Ferronato, 1200, St. Industrial, Sinop –MT, Brazil.
  • Google Scholar
Antonio Lázaro Sant’Ana
  • Antonio Lázaro Sant’Ana
  • Department of Phytotechnology, Food Technology and Socio Economy, Faculty of Engineering, Júlio de Mesquita Filho” São Paulo State University – UNESP, Av. Brazil, 56, Centro, Ilha Solteira – SP, Brazil.
  • Google Scholar
Ana Heloisa Maia
  • Ana Heloisa Maia
  • Department of Agronomy, Faculty of Agrarian Sciences, Mato Grosso State University – UNEMAT, Av. Prof. Dr. Figueiro Varella, Cx postal 08, Nova Xavantina –MT, Brazil.
  • Google Scholar


  •  Received: 13 June 2018
  •  Accepted: 30 July 2018
  •  Published: 16 August 2018

References

Altieri MA (1989). Agroecology: the scientific basis of alternative agriculture. Boulder: Westview Press 84 p.

 

Altieri M (2004). Agroecologia: a dinâmica produtiva da Agricultura Sustentável. 4. ed. UFRGS: Rio Grande do Sul. 110 p.

 

Aquino JR, Scheneider S (2015). O Pronaf e o desenvolvimento rural brasileiro: avanços, contradições e desafios para o futuro. Porto Alegre: Editora da UFRGS 1:53-82.

 

Becker C, Sacco dos Anjos F (2010). Segurança alimentar e desenvolvimento rural: limites e possibilidades do Programa de Aquisição de Alimentos da agricultura familiar, em municípios do Sul gaúcho. Segmente Alimentation e Nutrition 17(1):61-72.
Crossref

 

Brasil (2016). Companhia Nacional de Abastecimento - CONAB. Agricultura Familiar. 

View

 

Brasil (2012). Decreto Nº 7.775, de 4 de julho de 2012. Regulamenta o art. 19 da Lei nº 10.696, de 2 de julho de 2003, que institui o Programa de Aquisição de Alimentos, e o Capítulo III da Lei no12.512, de 14 de outubro de 2011. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. 

 

Brasil (2009). Lei nº 11.947, de 16 de junho de 2009. Dispõe sobre o atendimento da alimentação escolar e do Programa Dinheiro Direto na Escola aos alunos da educação básica; altera as Leis nos 10.880, de 9 de junho de 2004, 11.273, de 6 de fevereiro de 2006, 11.507, de 20 de julho de 2007; revoga dispositivos da Medida Provisória no 2.178-36, de 24 de agosto de 2001, e a Lei no 8.913, de 12 de julho de 1994; e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. 

View

 

Brasil (2016). Ministério de Desenvolvimento Agrário - MDA. Linhas de crédito: conheça as linhas de crédito do Pronaf. 

 

Brasil (2015). Ministério do Desenvolvimento Agrário - MDA. Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Pnater). 

 

Brasil (2009). Ministério do Desenvolvimento Agrário - MDA. Secretaria de Desenvolvimento Territorial - SDT. Sistema de Informações Territoriais – SIT. Imagens/mapas.

 

Brasil (2010). Cartilha par os Conselheiros do Programa Nacional de Alimentação Escolar. 

 

Bucci MPD (2006). O conceito de política pública em direito. In: BUCCI, Maria Paula Dallari (org.). Políticas públicas: reflexões sobre o conceito jurídico. São Paulo: Saraiva. 241p.

 

Caporal FR (2008a). Agroecologia: uma nova ciência para apoiar a transição a agriculturas mais sustentáveis. In: Faleiro FG, Farias Neto AL (Eds). Savanas: desafios e estratégias para o equilíbrio entre sociedade, agronegócio e recursos naturais. Planaltina: Embrapa Cerrados 1:895-929.

 

Caporal FR (2011). Lei de ATER: exclusão da Agroecologia e outras armadilhas. Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável 4(1):23-33.

 

Caporal FR (2005). Política Nacional de ATER: primeiros passos de sua implementação e alguns obstáculos e desafios a serem enfrentados. Temporalis 2(28):243-273.

 

Caporal FR, Costabeber JA (2004). Agroecologia: alguns conceitos e princípios. Brasília: MDA/SAF 24 p.

 

Caporal FR, Petersen P (2012). Agroecologia e políticas públicas na América Latina: o caso do Brasil. Reviews for Agroecology 6:63-74.

 

Caporal F (2008b). Em defesa de um Plano Nacional de Transição Agroecológica: compromisso com as atuais e nosso legado para as futuras gerações. Brasília: Embrapa 20 p.

 

Carmo MS (1998). A Produção familiar como locus ideal da agricultura sustentável. Agricult. em São Paulo 45(1):1-15.

 

Claudino LSD, Lemos W, Darnet L (2012). Fatores capazes de interferir na transição agroecológica externa e mudança social. Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável 5(1):56-62.

 

Denardi RA (2001). Agricultura familiar e políticas públicas: alguns dilemas e desafios para o desenvolvimento rural sustentável. Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável 2(3):56-62.

 

Diesel V, Dias M, Neumann OS (2015). Pnater (2004-2014): da concepção à materialização. In: Grissa C, Schneider S (Eds.). Políticas públicas de desenvolvimento rural no Brasil. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 1:107-128.

 

Ferrari EA, Abraao SS (2008). Pronaf Agroecología: sistematización de una experiencia llevada a cabo en la Zona da Mata de Minas Gerais. In: Scotto G (Ed.). Aun hay tiempo para el sol. Pobrezas rurales y programas sociales: Brasil, Venezuela, Guatemala. Una mirada desde lo local. Rio de Janeiro: Action Aid - Oficina Regional Américas 1:65-89.

 

Gazolla M, Schneider S (2013). Qual "fortalecimento" da agricultura familiar? Uma análise do Pronaf crédito de custeio e investimento no Rio Grande do Sul. Revista de Economia e Sociologia Rural 51:45-68.
Crossref

 

Gonzaga DA (2015). Resultados e significados do programa de aquisição de alimentos (PAA) para os agricultores familiares de Pereira Barreto (SP).

View

 

Grisa C, Schmidt CJ, Mattei LF, Maluf RF, Leite SP (2011). O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) em perspectiva: apontamentos e questões para o debate. In: Romano JO, Heringer R. (Eds.). A política vivida: olhar crítico sobre monitoramento de políticas públicas. Rio de Janeiro: Actionaid/Ford Foundation 1:321-342.

 

Grisa C, Schneider S (2014). Três gerações de políticas públicas para a agricultura familiar e formas de interação entre sociedade e estado no Brasil. Revista de Economia e Sociologia Rural 52(1):125-146, 2014.
Crossref

 

Grisa C, Wesz Junior VJ, Buchweitz VD (2014). Revisitando o Pronaf: velhos questionamentos, novas interpretações. Revista de Economia e Sociologia Rural 52(2):323-346.
Crossref

 

Grisa C (2010). Diferentes olhares na análise de políticas públicas: considerações sobre o papel do Estado, das Instituições, das ideias e dos atores sociais. Sociedade e Desenvolvimento Rural 4(1):96-116.

 

Guanziroli CE (2007). PRONAF dez anos depois: resultados e perspectivas para o desenvolvimento rural. Revista de Economia e Sociologia Rural 45(2):301-328.
Crossref

 

Hespanhol RAM (2013). Programa de Aquisição de Alimentos: limites e potencialidades de políticas de segurança alimentar para a agricultura familiar. The Sociedade and Natureza 25(3):469-483.
Crossref

 

Marques PEM, Moal MFL, Andrade AGF (2014). Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) no Estado de São Paulo. Ruris, 8(1):63-89.

 

Mattei L (2006). Pronaf 10 anos: mapa da produção acadêmica. Ministério do Desenvolvimento Agrário, Núcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural. Brasília: MDA, 2006. 

 

Medina G, Almeida C, Novaes E, Godar J, Pokorny B (2015). Development Conditions for Family Farming: Lessons From Brazil. World Development 74:386-396.
Crossref

 

Mossmann MP, Teo CRPA, Busato MA, Triches RM (2017). Interface Between Family Farming and School Feeding: barriers and coping mechanisms from the perspective of different social actors in Southern Brazil. Revista de Economia e Sociologia Rural 55(2):325-342.
Crossref

 

Moura IF, Guedes CAM, Assis RL (2017). Agroecology in the Brazilian Government Agenda: Developments between 2011 and 2014. Cuadernos de Desarrollo Rural 14(79):1-15.
Crossref

 

Peixoto M (2009). A extensão privada e a privatização da extensão: uma análise da indústria de defensivos agrícolas. r1. 

 

Pettan KB (2010). A Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural: percepções e tendências. repositorio.

 

Sambuichi RHR, Silva APM, Oliveira CMA, Savian M (2014). Compras públicas sustentáveis e agricultura familiar: a experiência do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). In: Sambuichi RHR, Silva APM, Oliveira MAC, Savian M. (Eds.). Políticas agroambientais e sustentabilidade: desafios, oportunidades e lições apreendidas. Brasília: IPEA 1:75-104.

 

Sambuichi RHR, Oliveira MAC (2011). Análise das linhas de crédito do PRONAF para o desenvolvimento sustentável da agricultura familiar. Cadernos de Agroecology 6:1-6.

 

Sambuichi RHR, Oliveira MAC, Silva APM, Luedemann GA (2012). Sustentabilidade ambiental da agropecuária brasileira: impactos, políticas públicas e desafios. Texto para Discectomy 1782:1-47.

 

Santos ROC (2014). Reforma Agrária em questão: a propriedade privada como fator de desterritorialização camponesa no Assentamento Fazenda Primavera (Andradina-SP). 

View

 

Saraiva EB, Silva APF, Sousa AA, Cerqueira GF, Chagas CMF, Toral N (2013). Panorama da compra de alimentos da agricultura familiar para o Programa Nacional de Alimentação Escolar. Revista Ciência and Saúde Coletiva 18(4):27-42.
Crossref

 

Schimitt CJ, Guimarães LA (2008). O mercado institucional como instrumento para o fortalecimento da agricultura familiar de base ecológica. Review of Agricultural 5(2):7-13.

 

Schmitt CJ, Grisa C (2013). Agroecologia, mercados e políticas públicas: uma análise a partir dos instrumentos de ação governamental. In: Niederle PA, Almeida L, Vezzani FM (Eds.). Agroecologia: práticas, mercados e políticas para uma nova agricultura. Curitiba: Kairós 1:215-265.

 

Siliprandi E, Cintrão R (2011). O progresso das mulheres rurais. In: BARSTED, Leila Linhares; PITANGUY, Jaqueline. O progresso das mulheres no Brasil 2003-2010. Rio de Janeiro: Cepia; Brasília: ONU Mulheres 92 p.

 

Silva FC (2016). Tecnologia social PAIS (Produção Agroecológica Integrada e Sustentável): uma alternativa para a promoção de avanços dentro da perspectiva da agroecologia? as experiências vivenciadas no território rural Prof. Cory/Andradina (SP). 

View

 

Souza-Esquerdo VF, Bergamasco SMPP (2014). Análise sobre o acesso aos programas de políticas públicas da agricultura familiar nos municípios do circuito das frutas (SP). Revista de Economia e Sociologia Rural 52(1):205-222.
Crossref

 

Triches RM, Grisa C (2015). Entre mudanças e conservadorismos: uma análise dos programas de aquisição de alimentos (PAA e PNAE) a partir da retórica da intransigência. Review NERA 18:10-27.

 

Weid JM (2006). A transição agroecológica das políticas de crédito voltadas para a agricultura familiar. Agriculturas 3(1):18-20.